Dw água mineral em Consolação

 (0) Avaliações. Avalie esta empresa
Consulte também outras empresas em:
Fornecedores de Água
Veja Mais informações sobre:
Dw água mineral em Consolação

Rua Eumenes Peixoto Guimarães, 107 Loja 1 - Consolação
Vitória , 29045-570

Atividade Comercial
Fornecedores de Água
Esta empresa também atua em:
Informações

estamos aqui para lhe atender da melhor forma possível com educação ,higiene e rapidez nas entregas
Produtos e Serviços
Depósito de Água
Entregas em Domicílio / Delivery
Fornecedores de Água Mineral
20L pedra azul
20L gold
filtro comum
bomba para galão
510ML gold
510ML pedra azul(c gás)
510ML pedra azul
Formas de Pagamento
Amex
Diners
Elo
Hipercard
Mastercard
RedeShop
Visa
Visa Electron
Débito Automático
Pagamento Eletrônico
Horários
Segunda a Sexta de 08:00h às 18:00h
Sábado de 08:00h às 15:00h
Domingo de 08:00h às 15:00h
Feriados de 08:00h às 15:00h
Informar erro nos dados desta empresa
Saiba mais sobre Fornecedores de Água

Como é feito abastecimento de água? Abastecimento de água nas cidades é feito por empresas públicas por se tratar de um serviço público (mesmo quando executados por empresas particulares, os serviços de abastecimento de água são considerados serviços públicos). Depois de tratada, a água é armazenada em reservatórios de distribuição para, depois, ser levada até os reservatórios de bairros, estrategicamente localizados. De lá, a água segue por tubulações maiores (adutoras) e entra nas redes de distribuição até chegar ao consumidor final. Normalmente, o armazenamento nas residências do consumidor é feito através de caixas d'água. A responsabilidade das empresas públicas de distribuição de água é levá-la até a entrada das residências, onde estão o cavalete e o hidrômetro (o relógio que registra o consumo de água). A partir daí, o tratamento, conservação e utilização da água é de responsabilidade do consumidor. Para manter a água em bom estado, é preciso cuidar das instalações internas e da limpeza e conservação dos reservatórios, garantindo que não haja contaminação ou desperdício da água. Para que isso aconteça, é preciso realizar uma limpeza periódica – a cada seis meses – nas cisternas e caixas d'água das residências. Além disso, elas precisam ficar devidamente fechadas, evitando a contaminação por insetos e sujeira. Também é de responsabilidade do consumidor verificar se não há vazamentos, evitando o desperdício da água. Como é tratada a água que chega em nossas casas? O abastecimento de água feito por empresas responsáveis por abastecer cada município do Brasil inicia-se pela captação da água no meio ambiente. Após isso, é realizado um tratamento adequado dessa água in natura para torná-la potável. Após isso, em última instância, há a distribuição final até os consumidores, em quantidade suficiente para suprir suas necessidades de consumo. Esse sistema pode ser dimensionado para pequenas populações ou para grandes metrópoles, dependendo da necessidade da localidade. Esta água disponibilizada pelas empresas de fornecimento pode ser utilizada para fins de consumo doméstico, serviços públicos, consumo industrial etc. Quais são as etapas do tratamento da água? As etapas que compõe a captação e distribuição pelas empresas de abastecimento de água são: 1) Captação: a água é captada em mananciais superficiais (barragens, lagos, etc) ou subterrâneos (poços); 2) Adução: a água captada nos mananciais é bombeada até as Estações de Tratamento de Água para que possa ter tratamento adequado, a fim de torná-la livre de impurezas; 3) Tratamento: através de uma série de processos químicos e físicos, a água bruta torna-se potável para que possa ser distribuída à população. O processo de tratamento de água a livra de qualquer tipo de contaminação, evitando a transmissão de doenças. Veja abaixo essas as etapas usuais no tratamento da água: - Coagulação: Quando a água na sua forma natural entra na Estação de Tratamento de Água, ela recebe uma determinada quantidade de sulfato de alumínio, que serve para aglomerar partículas sólidas que se encontram na água (a argila e o barro, por exemplo). - Floculação: Após isso, nos tanques de concreto com a água em movimento, as partículas sólidas se aglutinam em flocos maiores. - Decantação: Por ação da gravidade, os flocos com as impurezas e partículas ficam depositadas no fundo dos tanques, separando-se da água. Dessa forma, a decantação ajuda a facilitar a remoção dessas partículas de sujeira que se depositam no fundo do tanque. - Filtração: a água passa por filtros formados por carvão, areia e pedras de diversos tamanhos. Nessa etapa, as impurezas de tamanho pequeno (que não foram eliminadas no processo de decantação) ficam retidas no filtro. - Desinfecção: Aplica-se cloro na água para eliminar microorganismos causadores de doenças, eliminando os risco de contaminações. - Fluoretação: Aplica-se flúor na água para prevenir a formação de cárie dentária em crianças. - Correção de PH: Aplica-se cal hidratado ou carbonato de sódio na água para corrigir o seu PH e preservar a rede de encanamentos de distribuição. 4) Reservação: Após este processo de tratamento, a água é bombeada até reservatórios para que fique à disposição da rede distribuidora; 5) Distribuição: a parte final do sistema, onde a água é efetivamente entregue ao consumidor, pronta para ser consumida. Quais são as causas da escassez de água? O principal motivo para a falta de água nas cidades é a ausência das chuvas. Esse período – conhecido como estiagem – quando demora mais tempo que o necessário diminui o nível de água dos reservatórios e prejudica o abastecimento das residências. No Brasil, existe uma área chamada Polígono das Secas, que compreende a maioria dos estados da região nordeste, além da parte norte do estado de Minas Gerais, no sudeste. A seca nesses locais acontece graças a causas naturais, ocorrendo quando a chamada zona de convergência intertropical não consegue se deslocar até a região Nordeste entre o verão e o outono, principalmente nos períodos de El Niño. Diferente da estiagem, que é passageira, a seca é um estado mais demorado, que pode durar anos. Mas não é somente o nordeste brasileiro que enfrenta a estiagem. Entre 2004 e 2006, foram registrados períodos de estiagem na região sul e na região Amazônica. Atualmente, o estado de São Paulo vem enfrentando uma grave falta d’água. Especialistas acreditam que os fatores que desencadearam esse problema em São Paulo são o consumo exagerado de água, a falta de alertas à população quanto aos níveis dos reservatórios e o baixo índice de chuvas – o menor dos últimos 100 anos. Para tentar amenizar a situação de São Paulo, está havendo uma conscientização da população e estão sendo concedidos bônus nas contas de água que apresentam redução de consumo. Sejam essas as causas da falta d’água ou problemas relacionados à tubulação que leva à água para as residências, os carros pipas podem ajudar a amenizar do abastecimento irregular ou escasso. Por isso, tenha sempre à mão o telefone de uma empresa de carros pipa.

utilizamos cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossa política de privacidade. Política de Privacidade.